terça-feira, 6 de maio de 2008

DEPOIMENTOS DAS MENINAS DA MAG





































NOME: Rayana LustosaENDEREÇO: SHCGN 703 BLOCO H CASA 22 BRASILIA-DFIDADE: 16DEPOIMENTO: tinha uma vida super agitada, era daquelas que estava de segunda a segunda na rua, com os amigos. Quando conheci o Daniel, 10 anos a mais do qe eu. Nos apaixonamos e começamos a namorar, minha familia ainda estava se acostumando com a ideia de eu estar namorando com um cara bem mais velho...quando veio a bombaaa!! estava gravida, tinha 15 anos e apenas 3 meses de namoro!!foi um choque pra todos inclusive pra mim, minha mãe estava gravida de 4 meses e nois apoiamos uma na outra, pra superar essa fase dificil , e consiliar tudo isso com os enjoos da gravidez! quando completei 6 meses de gestação vim morar com o daniel e a familia dele, foi uma fase muito complicada, estava mt fragilizada e passava tudo isso longeda minha mãe! mais graças a deus issosó fez fortalecer mais ainda nosso companherismos. Hoje meu filho tem 6 meses e aida mosramos na casa dos meus sogros.Minha vida mudou completamente....
































NOME: Karina Soares PereiraENDEREÇO: Av.Bento Ribeiro Dantas 295 apt 101 - Bonsucesso - Rio de JaneiroIDADE: 16 anosDEPOIMENTO: Me chamo Karina,Tenho 16 anos... Com meus 15 anos,descobri o que era sexualidade...Axo q a maior burrada da minha vida foi eu ter feito com uma pessoa q eu naum gostava e q mt menos gostava de mim... logo dps conheci meu namorido... começamos a namorar e só vinhemos a ter relações com 5 de namoro... com 6 meses de namoro comecei a perceber mudanças em mim e no meu corpo... comecei a ter enjoo,tonteiras,sono e + sono,etc... No dia 12/09...Resolvi ir num posto de saude {sus} e fazer o teste de gravidez... por ter poucas semanas de atraso naum detectou a gravidez... e msm assim continuei sentindo os sintomas... foi qnd resolvi fazer o beta hcg no dia 25/10... Eh realmente eu estava gravida... de 5 semanas... no dia 27/10... minha mãe ja estava desconfiando da minha gravidez... o meu maior medo nakele momento era contar aos meus pais q eu estava gravida... oq eles iriam pensar?? logo eu a filha mais nova... de apenas 15 anos gravida... oq a familia,os amigos iriam falar?? Foi qnd meu namorado resolveu vir aki e contar... nossa no inicio foi um susto... uma decepção....meus pais choravam... e eu chorava mais ainda... meu medo era que meu pai me expulsasse de casa... mais naum pelo contrario msm decepcionado ele pediu pra eu ficar em casa... mais eu com medo quis ir pra casa do meu namorado...Passaram se os meses e eu lá na casa dele... nossa no inicio a minha sogra era um amor comigo... logo dps começou a me tratar mal... qria q eu fizesse os trabalhos domesticos no lugar dela {trabalhos pesados} e se eu naum fizesse ainda jogava na minha cara q eu naum fazia nada!! cada dia q passava eu ficava triste.. ela dizia q se eu fosse embora pra minha casa,ela naum deixaria mais o filho dela ficar comigo...Dizia tbm q o Guilherme naum era neto dela... e tudo isso era um erro... Pra ela o filho da namorada naum era neto... só seria neto se eu fosse casada com ele... isso cada vez me magoava... foi qnd resolvi ir pra casa...ja tava com 5 pra 6 meses de gestação... minha mãe desde q eu fiz 4 meses tava me apoiando em td... me ajudando nas coisinhas de bebê... já q qnd eu estava lá... ela naum deixava o meu namorado me dá dinheiro pra comprar um nd pro meu filho...qnd ele me dava dinheiro, ela fazia de td pra eu gastar o dinheiro...Antes eu naum tinha um nd... num tinha nem uma casa pra morar...hj em dia meus pais nos deu uma casa...e ta nos ajudando a montar de casa...Estou hj com 7 meses de gestação... e estou mt feliz,pois msm com tds as dificuldades da vida consegui lutar e vencer td... *Antes eu axava q ser mãe na adolescência seria a coisa mais dificil do mundo... mais naum...Dificuldades com ctz um dia vamos passar...mais se deixar-mos nos levar pelo preconceito... nunca iremos vencê-los...*
















NOME: Déborah Pontes de OliveiraENDEREÇO: Bela Vista de Goiás - GO / BrasilRua Domingos Arantes nº564IDADE: 15 anos [Data de Nascimento: 10/05/1992]DEPOIMENTO: Como todas as jovens mães, eu não pensava que poderia acontecer comigo, minha família tem muitos casos como o meu mais eu não me preocupava tanto...Eu namorava a mais ou menos seis meses e tinha uma vida como a de muitas garotas, nunca fui muito de ir a festas, e meu pai também não gostava da ídeia de me deixar sair muito. Diferente do que muitos pensam pra ser mãe adolescente não é necessário ter uma família de baixa renda, ou desestruturada, não estudar ou coisas do tipo. Pelo contrário, eu tenho uma ótima estrutura familiar, estudo em uma boa escola e na minha casa nunca nos faltou nada! muito menos informação.Ser mãe aos desesseis nunca passou pelos meus planos, porém isso não vai mudar tanto a minha vida! Muitas pessoas pensam que por ser mãe agora eu não posso mais estudar, nem prestar uma faculdade, pelo contrário, agora eu estudo muito mais, e penso muito mais no meu futuro, pois jamais estarei sozinha, agora eu tenho um filho, e isso é para a vida toda!Quando eu descobri a minha gravidez eu tive um choque muito grande! E não queria aceitar que isto estava acontecendo comigo, como a maioria eu pensei em abortar...Não por maldade ou por achar que não era uma vida que eu carregava! Mais por medo, medo de contar aos meus pais, medo de perder meus estudos, o meu sonho de passar em um vestibular, e até mesmo das festas e da liberdade...Meu namorado sempre esteve do meu lado em tudo! Mas como ainda somos muito novos ele também ficou com muito medo de tudo que poderia acontecer..Bom, quatro meses se passaram e eu não contei nada para os meus pais, eu entrei em uma séria depressão e não queria aceitar este filho de maneira alguma, passei noites e noites sem dormir... Cheguei a ficar três dias inteiros sem comer.Por fim eu não aguentava mais e não sabia o que fazer, eu não queria perder o meu filho e também não queria perder a minha adolescencia!Por várias vezes compramos remédios pela internet, o tão famoso cytotec, e até receitas caseiras como chá de boldo e arruda!Quanto arrependimento! Mais a essas alturas eu já nao podia desistir pois ele poderia ter imperfeições que carregaria por toda a vida! Eu jamais iria aguentar ver o meu filho com problemas sérios sabendo que eu tinha sido a culpada por tudo aquilo!Felizmente nenhum destes chegaram, e na nossa última tentativa o remédio chegou mas ai já era tarde! Meus pais já desconfiavam da minha gravidez e eu não tinha mais coragem pra usar este medicamento... Pensava que estava de quinze semanas, Mas ao fazer o ultrasson no dia 24 de janeiro eu descobri que ja se passavam das 19, e que o meu filho estava muito bem e formadinho!Hoje, eu rezo e peço a Deus pra que o meu pequeno esteja bem,Estou grávida de sete meses, minha família ao contrário do que eu imaginei me apoia em tudo! Ainda estou no se gundo ano do ensino médio mais estou conseguindo conciliar normalmente os estudos com a nova rotina de sono e mal humor da gravidez.Agora eu sei, que o meu filho é a melhor "coisa" que já me aconteceu! E que eu jamais me perdoaria se tivesse acontecido algo com ele!Sou muito feliz apezar de ser uma mãe jovem, eu sei que meu filho vai ter tudo o que uma mãe "normal" poderia dar!
















NOME: Thaiane Espinola
ENDEREÇO: Rua Sousa Aguiar, 265 MeierRio de Janeiro-RJ
IDADE: 19 Anos
DEPOIMENTO: Olha não estou aqui tentando influenciar ninguém a ser mãe adolescente.Mas também não posso deixar de demonstrar o quanto me sinto maravilhada em ter a minha pequena comigo.Bom nada foi tão fácil, mas consegui me levantar, também consegui deixar de lado os comentários maldosos q me faziam, só porque eu tinha 17 anos e estava grávida.No começo meu pai se assustou e ficou um pouco chateado, pois eu morava com ele e a responsabilidade seria dele. Minha mãe já desconfiava e nunca deixou de me apoiar, nunca me reprimiu por eu estar grávida.Pelo contrário me ajudou emocionalmente e financeiramente e ainda me chamou para morar com ela, pois meu namorado estava desempregado.Também tive total apoio do pai da Giovanna, ele ficou um pouco abalado com a notícia, mas nunca deixou de demonstrar seu carinho por ela mesmo ela ainda estando dentro da barriga. Sempre que podia acompanhava as ultra-sons e os exames de rotina.Minha gravidez foi maravilhosa e a Giovanna mudou muito todos aqui em casa. Foi uma reviravolta. Pintamos a casa compramos móveis novos, nos renovamos com a chegada da nossa princesa Giovanna.
























Luciana, 20 anos, mãe aos 17 de Arthur, 2 anos e 5 meses. Razão do meu viver, motivo pelo qual acordo e durmo feliz todos os dias. Meu amor, minha vida!
Rua Santa Cruz, 475 apartamento 501 BarrocaBelo Horizonte, Minas GeraisCEP 30430430
Penso em cada vez que saio de casa, nos olhares voltados pra mim, nos cochichos ao meu lado, nos comentários maldosos de pessoas que eu nem ao menos conheço e me pergunto: será que sou mesmo isso tudo? Será que meu erro dói tão grande que terei que carregar isso pra sempre? Sou tão diferente assim?Não quero ser vista como heroína, como coitadinha ou nada assim, quero apenas ser vista como sou: uma jovem normal, com deveres e obrigações, como qualquer um. Uma jovem que erra, e que assume seus erros. Uma jovem estudante, filha, amiga, irmã, mulher, mãe...
Eu tinha 17 anos, ele 21. Dali a 5 dias completaríamos 3 meses de namoro. Resolvemos passear, só os dois, sem nunca imaginar que esse dia, esse passeio mudaria nossas vidas para sempre. Menos de dois meses depois, dois testes de farmácia positivos, o exame de sangue nas mãos: medo, ansiedade, alegria, desespero, euforia, insegura, incertezas, e alguns outros sentimentos que não sei nomear. Estava lá, o papel com o meu destino: positivo... Eu, grávida! O que seria da minha vida agora? Como encarar meus pais, irmão, família? Cadê o meu chão?? Pai, mãe, vó, tios, todos decepcionados... Não era isso que sonhavam pra uma garota. Sentia-me perdida, muitos enjôos, conversas baixas ao redor, os primeiros meses não foram nada fáceis. Amigos se afastando, adeus às baladas, ao mundo descompromissado da adolescência. O apoio veio de muita gente, até mesmo de lugares onde não imaginava: da escola (pessoas que ficarão no meu coração para sempre), da internet (o que seria de mim sem ela para desabafar, trocar experiência, buscar ajuda de quem passa pelo mesmo que eu!)Mas uma coisa dentro de mim me dava força, me fazia pensar que nem tudo estava perdido. Tem uma vida dentro de mim, que precisa de mim, tão pura! Desde o inicio senti que nada, nenhuma das 'perdas' que passaria superariam o amor que crescia ali, e que me fazia tão forte, ao mesmo tempo que tão frágil.A cada consulta médica, cada ultra som, cada balanço da barriga me sentia a pessoa mais poderosa do mundo, mais feliz, mais realizada.Ao contrário do que muitos pensam, e dizem por ai, o mundo da gente não acaba por causa da gravidez, ganhamos um motivo a mais para viver e correr atrás dos nossos sonhos. Estava no meu 3 ano, voltei a escola 2 semanas após o nascimento do meu pequeno, hoje estou no 4° período da faculdade. Meu filho não é meu irmão, muito pelo contrário, aqui em casa quem dita as regras para ele sou eu. Na verdade ganhei um irmão sim, ele nasceu 3 meses depois do meu filho, e os dois são os xodós da família.Ser mãe na adolescência não é fácil, não é o melhor caminho. Amadurecer 10 anos em 9 meses eh complicado, deixa marcas. Mas também tem seu lado bom. Quando engravidamos passamos a valorizar coisas que antes não pensávamos, damos mais valor a família, a vida, às amizades. Damos valor a coisas que realmente importam, aprendemos o valor do dinheiro, de pensar no futuro, planejar como será daqui pra frente. Criar um filho não é tarefa fácil em idade alguma., mas amor de mãe não tem idade.Hoje não consigo imaginar minha vida sem meu filho, acho que não teria sentido, não sei por que caminhos eu andaria, se já estaria na faculdade..não sei...e não quero saber. Quando olho pra trás e vejo tudo que passei, o quanto chorei, o quanto ficou, todas as dificuldades, os medos, a adolescência que passou rápido, não me arrependo, pois cada olhar, cada sorriso, cada 'mamãe' vale mais que tudo isso que ficou pra trás. Agradeço todos os dias a Deus por ter me dado a oportunidade de ser mãe, e digo isso com muito orgulho do meu rapazinho, que é um anjinho que veio me ensinar a viver e ser feliz. Ainda hoje minha vida não é fácil, escola, filho, estudar, ás vezes deito na cama e penso como seria se tivesse feito diferente? Mas sei lá, eu me sinto tão realizada ao olhar meu filho dormindo, brincando, feliz, que não queria outra vida. Hoje, meu sonho é me formar logo e poder viver como uma família de verdade, dar ao meu filho tudo de melhor, poder olhar pra trás e falar: é, valeu a pena! e se valeu!
























nome: Rafaela Marques VaristeloEndereço : Desembargador mercer Junior n° 77Bairro: cajuru Curitiba-Pr Depoimentos: Meu nome é Rafaela engravidei aos 15 anostive meu filho aos 16 sofri muito prenconceito da parte da familia e de outros, mas cada chutinho que eu sentia aqui dentro do meu ventre fazia me dar forças para lutar e ter meu filho, Fui mãe nova moro com meus pais com qual tenho total apoio . Mas não é porque tive um filho cedo é que vou desistir dos meus sonhos , eu tenho certeza hoje que meu bebezinho foi um presente de Deus e não vivo sem eleNão importa a idade para ser MãeDexei de ser adolescente para ser MULHER cresci e sempre vou crescer com meu filho ele eh uma dadiva de Deusque veio me ensinar a amar incodincionalmente . Rafaela 17 anos mãe de matheus
























Daniela SchneiderSanta Maria-RS
O que é ser adolescente???>Viver intensamente>curtir cada momento> fazer loucuras insanas> beber até cair> matar aula>ficar com vários garotos>ir a inúmeras baladas>ter como único compromisso estudar, estudar e estudar>pensar no futuro, mas com certa distancia>madrugar na internet(orkut, msn, chats...)>ouvir música a todo o vapor> andar de carro a milhão>não dar o valor devido aos pais e achar que o esforço deles é mera obrigação......... entre outros itens....
Resultado: Ser louco, insensato, imaturo... mas lógico todos passam por isso...

O que é ser mãe na adolescência??> criar, inventar ou descobrir uma responsabilidade mais cedo> Ter cuidado em seus atos, pois podem causar dano a outrem> descobrir que existe sim um amor incondicional... o de mãe para filho> dar valor para os pais> pensar num futuro e investir nele.. pois não é só você no mundo e sim você e seu filho> dormir cedo, pq no outro dia é acordar cedo para atender o bebe> ouvir musicas altas, só que musicas infantis
Resultado: Responsabilidade, sensatez e amor

Minha história da gravidez...

Uma guria comum, que sempre estudou em colégio particular, que aproveitou muito a sua pré adolescência e a adolescência também. Que aos 15 anos conheceu um guri 4 anos mais velho, se encantaram um pelo outro e foi desenvolvendo um namoro sólido e inteiramente familiar... Decorrido 4anos de namoro, eu com 19 e meu namorado com 23 anos suspeitamos através de evidencias(barriga ficando dura, menstruação hiper, mega atrasada) que eu estava grávida. Confirmamos a suspeita com um exame de sangue... E apartir dali começou o drama e o desespero em nossas cabeças.. Ambos fazendo faculdade, sem trabalhar, dependendo dos pais... o que iríamos fazer???Mas colocamos os pés no chão e decidimos encarar os fatos e assusmir nossa responsabilidade perante todos, principalmente a minha mãe (que me criou como uma princesinha pura até então..) e levar essa gestação a diante...Meu namorado contou para os pais dele que até gostaram da noticia e nos apoiaram em tudo, ate em ajudar a contar para a minha família... No seguinte dia, foram todos na minha casa e contaram. Nossa foi um drama, choro, desespero, raiva de tudo um pouco.. mas era natural que a minha mãe ficasse assim.Pronto o pior tinha passado, pelo menos na minha cabeça era assim, mas que nada dias, meses de briga,indiferença eu sofri pelos meus familiares, não todos, alguns...Mas tive todo o suporte necessário, melhores médicos, exames todos os requisitados, medicação sempre em ordem e cuidados necessários... isso não posso reclamar.. cuidaram muito de mim à minha família...Oito meses depois nasce o meu perfeitinho, lindinho o João Pedro, e apartir desse dia ele é o xodó da casa... o mais mimado, tem de tudo, tem o amor de todos. Minha mãe joga bola com ele, brinca com ele, vira uma criança perto dele... minha avó cuida como se ele fosse um bibelô... Minhas responsabilidades aumentaram e muito, minhas festas que antes fazia todo final de semana diminuíram bastante, minha tranqüilidade no computador acabou pois é um olho no computador e outro no Pedro... Mas com certeza esse presente que Deus me deu é o mais valioso de todos e eu serei eternamente grata a ele por ter me dado o meu filho na hora certa, no momento certo e com a pessoa certa(meu namorado)... Pois não consigo imaginar minha vida sem o meu arteirinho me deixando aos 21 anos de cabelos brancos(literalmente)...Ahhh obs: moro com meu namorado e com o meu filho(apenas nós três), temos o nosso apartamento todo mobiliadinho com todo o conforto, o nosso carro, que eu tinha ganhado da minha mãe qd fiz 18 anos.. Estamos na reta final da nossa faculdade onde ambos fazemos o curso de “Direito”... E temos o gurizinho mais querido, lindo, perfeitinho, que só nos traz alegria todos os dias.. o João Pedro...

















NOME : Emilly Vianna dos SantosENDEREÇO: rtua monte cardoso 157 São paulo SPIDADE 17DEPOIMENTO : Muita gente julga uma gravidez cedo se podemos assim dizer como uma coisa horrivel, como se fosse o fim do mundo mas com toda a certeza eu falo NÃO É!Infelismente a sociedade estabeleceu certas regras como se deve se vestir como se deve agir e até mesmo quando se deve engravidar, incrivel néPois é a grande maioria fala que ter filho, apenas apos o casamento ou entao apos 20 e poucos anos. Mas quem estipulou issu? Será mesmo que é assim?A gravidez na adolescencia não é o bixo de 7 cabeça como dizem, e sim é muito bom.Sendo nova se tem mais disposição, pra fazer as coisas que geralmente uma mulher mais velha não conseguiria por causa da gravidez. Uma mãe jovem tem mais energia, afinal não dizem que os jovens são os donos de toda energia do mundo?E seria a coisa certa descriminar criticar e julgar uma adolescente gravida? Ela não necessitaria de mais apoio, e voltamos assim dizer por ser mais nova?Não seria certo ajudar uma adolescente gravida a criar esta responsabilidade de carregar em si um ser vivo? E não seria assim um jeito de se criar mais amor entre as garotas adolescentes?Não estou aqui para falar para todas as garotas adolescentes sairem fazendo sexo , e sair engravidando pelo contrario, não acharia certo issu, mas sou totalmente a favor do apoio as que ja estão gravida, e assim com todo esse amor e carinho que poderiamos dar a elas evitar mais abortos clandestinos, abandono de criança como muitos sabem. E eu com muito orgulho falo engravidei aos 16 anos e sou feliz!Mais Feliz impossivel por ter a certeza do amor, de saber que o amor muda que nos faz crescer, e tenho o apoio de muita gente e issu me ajudou demais e quero issu para outras meninas.Vamos tirar este grande tapão de nossos olhos e ver oque esta acontecendo no mundo, vamos todos perceber que com amor tudo fica mais facil.E vamos tambem pais parar com esse tabu de falar de sexo, preservativos, metodos anticoncepcionais com os seus proprios filhos para assim evitar uma gravidez cedo.Vamos dar apoio aos pais jovens pois issu é o necessario.Emilly V. dos Santos
























NOME: Jessyca de Mello FalcãoIdade: 16 anos.Endereço: Av. Petrolina, nº 31 Barcelona - Serra, Espiríto SantoDepoimento:Bom,minha gravidez foi um pouco contumbarda!Até pq escondi ela do meu pai até o meu sexto mês de gestação, mesmo tendo minha mãe do meu lado e meu namorado também tinha muito medo da reação do meu pai, mais graças a deus não foi nada do que eu pensava ele aceitou bem 'mesmo as vezes jogando na cara', aprendi a lidar com o preconceito alheio uma coisa que não tem como negar, no começo me encomodava muito as pessoas me olhavam com desprezo, mais após o nascimento dele e sofrer o preconceito por parte da minha tia, não me encomedei mais até por que admito que a maternidade mudou muito minha vida, aprendi a ter responsabilidade por uma pessoa tão pequenininha, não só responsabilidade amor, um amor que eu posso dizer que é incondicional, admito que no começo da minha gestação pensei em abortar, mais hoje quando eu olho pros olinhos do Yago eu penso na burrada que eu poderia ter feito, tanto na minha vida quando pra ele..Cada chutinho que ele me dava era uma alegria, ver ele em meio a tela do computador no dia de realizar as ultras,ouvir o bater do seu coraçãozinho é uma coisa inesplicavél, que mesmo vc tendo 16,18,20,30,45 anos é uma sensação inesplicavél , uma coisa que não pode ser dita e siim sintida!Após a maternidade muitas pessoas mudam e eu posso dizer sinceramente que eu mudei e muuito!Hoje sim sou uma pessoa realizada e é por isso que eu digo pra todos que olham pra mim com desprezo 'Não é pq veio antes do que eu planejava que não vai ser como eu esperava'
























17 comentários:

Lays disse...

'Não é pq veio antes do que eu planejava que não vai ser como eu esperava'

Caraca... amei a frase, eu nunca engravidei, mais tenho muita vontade... sim ainda sou uma adolescente... adimiro todas voces por serem batalhadoras!!!

pra voces meus sinceros elogios e minha amizade!!!

beijos Lays C.

andreza disse...

OI PARA TODOS!!!!
BOM PARA COMEÇA TENHO 15 ANOS E ESTOU GRÁVIDA DE TRÊS MESES ESTOU SUPER FELIZ A ESPERA DO ANDREW OU DA ANA BEATRIZ....
GRAÇAS A DEUS TENHO TODO O APOIO DO MEU NAMORADO DA FAMILIA DELE E DA MINHA FAMILIA....ESTAMOS TODOS ANSIOSOS PARA VER O ROSTINHO LINDO DO MEU PRINCIPE OU DA MINH PRINCESINHA......
ACHEI MUITO BONITO O DEPOIMENTO DE VCS.ISSO SO ME DEU FORÇA,E MEFEZ VER A SORTE QUE EU TENHO EM TER TODAS AS PESSOAS QUE AMO DO MEU LADO........PRINCIPALMENTE O MEU NAMORADO QUE AMO DE PAIXÃO.......
MORANMOS SO NOS DOIS. A ESPERA DE NOSSA VIDINHA QUE ESTAR POR VIM......OBRIGADO PELA OPORTUNIDADE

k. disse...

Olá, adorei os depoimentos.
Estou fazendo um trabalho para a escola, sobre a gravidez na adolescência e gostaria de saber se posso colocar no meu relatório o depoimento da Déborah Pontes de Oliveira. agradeceria muito se me desse um retorno, por email. " anakarolina.si@hotmail.com .
Obrigada !!

erika disse...

oi eu sou a taynara eu adorei os depoimentos das meninas ate pq eu mim indedifiquei com muitos casos. eu tenho 16 anos e tive a minha filha aos 15. eu moro com o meu marido nos moramos sozinhos e ñ dependemos de ninguem, eu trabalho durante o dia e ele cuida da nicolly "bebe" e ele trabalha durante a noite e eu cuido dela apesar dessa rotina corrido de trabalho,casa,esposa e mãe tudo vale a pena quando eu chego em ksa e a minha filha abre um sorriso e da os braços para mim eu mim sinto a mulher mais feliz do mundo. apesar de nos dois termos 16 anos eu nos julgo pais muito responsaveis pois nunca deixamos faltar nada para nossa filha. ela tbm é muito apegada a nos dois da pra ver no olhar dela q ela quer dizer q nos ama muito. e o amor q eu e o meu marido temos por ela é incodicional.

larissa disse...

Parabens a todas!

larissa disse...

Eu to tentando engravidar tenho 20 anos. Eu sei que eu vou ser a melhor mae do mundo. Hoje lendo esses depoimentos fiquei ainda mais feliz em saber que existem meninas que pensam e agem com o coraçao.

pitchulia disse...

adorei

Jacque disse...

Olá , meu nome é Jacqueline tenho 16 anos estou grávida de 3 meses ,amei os depoimentos to me sentindo mais forte , estou mt assustada com a idéia de ser mãe pois eu tinha tantos planos , tantos sonhos , meu sonho era poder sair pras baladas curtir minha adolescência fazer minha faculdade e dar orgulho aos meus pais , engravidei do meu ex , e hoje nem estamos juntos , o meu namorado atual me dá toda força do mundo pois meus pais estão mt decepcionados comigo nem estão falando cmg , esse desprezo é o que ta mais me fazendo sofrer por que eu tenho certeza que se pelo menos a minha mãe estivesse ao meu lado , me apoiando eu estaria melhor , desde que eu soube que estava grávida só choro , mas tento procurar coisas de bebê pra mim comprar e talz para distrair e me fortalecer , pois ainda não me conformo , mas ao mesmo tempo estou anciosa pra sabeer o sexo sentir ele chutando .. Graças a Deus eu tenho o apoio do meu namorado e dos meus amigos qe estão sendo meu TUDO ! e enquanto aos meus pais , eles nñ decidiu se vai me colocar pra fora ou me mandar morar com o pai da criança esse é meu maaior medo , pois como conviver com uma pessoa que eu não gosto , longe da minha mãe eu não sei nada queria dividir esse momento com ela . Mas eu creio que Deus vai tocar no coração deles e tudo vai mudar e esse bebê vai ser uma benção em minha casa .

jessica lima disse...

Amei Cada Depoimento,Estou passando Por Um Clima Muito Ruin Pois Estou Com Aquela Suspeita e Fiz o Teste Da Farmacia e Deu Positivo Mais é Como Vcs Mesma falaram Gravidez Na Adolecencia N é Um Bicho De 7 Cabeças Bjus a todas.

Caroline R. disse...

Tenho 17 anos e estou gravida, estou no comecinho da minha gestação e pra mim ta sendo muito dificil, eu ja nem sei o que fazer mais, o meu namorado esta do meu lado, e os meus pais nao vao me abandonar, mais eles estao descepcionados e eu estou me sentindo muito culpada, porque um erro meu esta fazendo eles sofrerem e muito. Mais apesar de tudo isso estou feliz, pois ja amo essa criança e amo o pai dela. Preciso de um conselho, uma ajuda. Muito obrigado

Bre flores disse...

me senti mais segura depois de ver esses depoimentos, eu tenho 16 anos meu nome é brenda, e estou com 3 meses e meio de gravidez quando eu descobri foi realmente um choque eu sempre pensei que isso nunca aconteceria comigo mas aconteceu, meu namorado ficou do meu lado e junto toda minha família, minha mãe me apoia muito, eu tenho as melhores pessoas do mundo do meu lado, pois apesar da minha idade estão todos comigo e ansiosos para saber o sexo.. tenho muito medo, pois não sei se vou conseguir, mas eu sei que tenho minha família e meu namorado.. minhas amigas me dão o maior apoio, eu que nunca imaginei passar por isso, estou muito feliz só com um pouco de medo.. mas quero que esses 6 meses passem logo, quero meu bebe, sei que vou amar ele demais, e que por mais que eu seja nova, é isso sim que eu quero pra minha vida, junto com meu namorado!!

Wanessa Brito disse...

meninas meu nome é Wanessa , tenho 17 anos e estou gravida de 6 meses de um menino, estou muito feliz estou sendo muito apoiada por todos da minha familia e amigos, essa é minha segunda gestação engravidei quando tinha 16 anos e era uma menina, mais tive uma infecção urinária e aos 6 meses minha filha nasceu prematura, era uma menina linda se parecia muito comigo e com o pai. mais Deus a levou depois de 7 dias de nascida, a infecção que eu tive passou pra ela , e ela uma bebe muito frágil não suportou. MAS DEUS SABE DE TODAS AS COISAS.!
e depois de 4 meses do acontecido engravidei novamente e hoje estou com 6 meses , estou aproveitando cada momento é tudo muito novo e muito lindo . agradeço a Deus por tudo !
Obg por ler .
quem quiser me adicionar no orkut:
vanessabrito15@yahoo.com.br

bjus se indentifiquem como GAROTA DO COMENTARIO . bjus

amoor disse...

Oooi meu nome e Kellyanne Lopes,tenho 16 anos,estou gravída de 1 meses,estou muito triste sabe,não por causa do bebé porque ele num tem culpa de nada,mas se de vergonha de mim,estou namorando a 10 meses,o meu namorando ficou super feliz sabe,mas eu não eu penso na minha vida,num meu futuro que eu tanto sonhava,ainda bem que eu to to terminando meus estudos,estou num 3ºano.Mas sabe eu penso na faculdade que eu queria ter.Minha mãe mim aponhou,mas hj ela mim perguntou uma coisa,se eu queria fazer,sabe porque ela pensa na minha avo,na minha família,em tudo.Mas não sei o que fazer ainda.
Bjoos

Aline Ribeiro disse...

aisatuMEU DEUS FIQUEI CHOCADA COM AS HISTORIAS VIM PROCURAR DEPOIMENTOS PARA MEU TRABALHO ESCOLAR E VI DEPOIMENTOS INCRIVEIS DE LUTA PARA DAR UMA VIDA BOA PARA O BEBE E QUERIA PASSAR AQUI PARA DEIXAR UM RECADINHO :
SIGAM EM FRENTE NÃO DESISTAM DEUS ESTA CONTIGO A TE AJUDAR NÃO PARE NEM AMALDIÇOE TEU BEBE ELE NÃO TEM CULPA DE NADA CUIDE BEM DELE E NÃO O ABORTE ELE É UMA VIDINHA DENTRO DE VOCÊ ... CREIA EM DEUS ELE É O ÚNICO QUE VERDADEIRAMENTE PODERÁ TE AJUDAR ACEITE JESUS ELE É O UNICO SALVADOR QUE PODERÁ CUIDAR DE TI E DE TUA FUTURA FAMILIA

duda disse...

Oi meninas,sei que muitas se pudessem desfazem o que aconteceu fariam isso, não sei se tudo é como eu penso,mas comecei a namorar com um rapaz faz uns 5mêses e amo ele de paixão mesmo... as vezes fico braba com ele e acabamos brigando mas amo muito ele, ele me ajudou bastante numa faze da minha vida, me ajudou a ver que eu podia ser uma pessoa melhor, e sabem... eu nunca fui muito de pensar em morar junto com alguém ou ter filhos, sempre dei conselhos para as minhas amigas de que filho não é brincadeira...
Mas nesses últimos tempos ando querendo ter um filho(a), pode ser loucura, sei que sou nova... tenho 15anos... mas queria, sei lá, toda essa coisa de morar junto eu e ele,e nosso filho(a)...
acho que só quando eu tiver vou ver o tamanho do problema que é, mas por enquanto tudo isso me fascina um pouco... queria saber de vocês meninas, poder conversar com alguém que está gravida me dizer qual a sensação , se se arrepende de terem engravidado, de como as coisas são... ao mesmo tempo que quero engravidar nao quero também, uma parte de mim quer e outra não, difícil entender as vezes, alguma de voces ja passou por isso ?
Obrigada lindas... beijos2
quem quiser conversar adc no msn - eduardagarelli@hotmail.com

Blog True Love disse...

eei meninas, queria primeiramente parabenizar à todas vocês pela vitória, sei que é uma barra pesada, mas Deus jamais da o peso maior do que possamos carregar. Quero dizer que eu também acabei de fazer 17 anos e descobri essa semana que estou gravida.Ainda nao contei a meus pais, quem sabe são apenas minhas amigas. Tenho 3 irmãs e um irmão todos mais velhos que eu, sendo uma delas mãe solteira, porém ela ja tinha 30 anos quando isso aconteceu. Mas foi do mesmo jeito difícil pra todos nós. Hoje em dia o Kaio filho dela, é a razão da vida dos meus pais, ela saiu no começo pra morar com o pai dele, meio que no desespero, mas nao deu certo! Sei que ainda tenho uma fase muito complicada pela frente, mas eu tenho fé em Deus que vai dar tudo certo! a gente aprende é com os erros mesmo! Pensei em abortar, mas tenho medo do arrependimento, medo de dar algo errado, penso somente no me futuro, meus planos de estudar fora que foram todos por agua abaixo. mas isso a gente vai fazendo da maneira que for possivel! Adorei os depoimentos e rezem por mim! beijos a todas Víviam H.

Romanik ferreira disse...

Ola meninas parabens a todas , meu nome é Romanik e to em suspeita de gravidez e vendo esses depoimentos mim deixou com mas vontade de ter um bebê mim mandem convite no FACEBOOK para nos falarmos de bebê familia ou coisa igual bjos e boa sorte pra nois